Páginas

terça-feira, 31 de maio de 2011

Menina Mulher


Sou menina arteira
Sou mulher faceira,
Sou menina contente
Sou mulher eficiente,
Sou menina manhosa
Sou mulher vaidosa.
Sou menina madura
Sou mulher ingênua e pura.
Sou menina fervor
Sou mulher de puro amor.
Sou menina trovão
Sou mulher vulcão.
Sou menina sedutora
Sou mulher pecadora.
Sou menina sapeca
Sou mulher moleca.
Sou menina atraente
Sou mulher coerente.
Sou menina
Sou mulher,
Sou tudo e nada,
Sou o que você deseja...
Sou o que você quer.

Vira Brasa



Seu sorriso é uma rosa em botão,
Seu olhar encontra o meu...
Em formas de canção.

Seus lábios são morangos
Vermelhos suculentos,
Quando tocam os meus...
Perco-me e desoriento.

Suas palavras são suaves,
Feito uma linda canção,
Ao tocarem aos meus ouvidos...
Estremece meu coração.

Seu corpo é fogo
Que incendeia...
É chama que não se apaga,
Quando encontra o meu...
Pega labaredas vira brasa.

O Beijo e a Flor


A flor que brotou
Junto com o beijo seu,
Em cada sorriso ela florescia...
Em cada caricias sua...
Seu perfuma ela oferecia.

Seus beijos perderam o seu sabor,
A flor perdeu o seu perfume
Desbotou perdeu a sua cor.

Seu sorriso entristeceu
Seus carinhos já não são mais meus,
A flor ficou murcha de tristeza ela morreu.

Você triste partiu
Seguiu outra direção,
A flor que com carinho foi regada
Morreu ali, plantada no mesmo chão.

segunda-feira, 30 de maio de 2011

Vivendo de Devaneios



Vai passando com seu sorriso,
Enchendo meu peito de amor,
Suspirando vou seguindo...
Tornando-me um sonhador.


O seu sorriso é uma pérola,
Que o valor eu desconheço...
Diante de seu sorriso,
Perco a fala e enlouqueço.

Seu sorriso espalha luz,
Ilumina meu caminho,
Sinto vontade de te beijar,
E oferecer-te todo meu carinho.

Vou vivendo essa ilusão,
De um dia poder sua boca beijar,
Mostrar-te todo meu amor,
E, fazer você por mim se apaixonar.

Seu sorriso é o mais lindo,
Que alguém poderia ter...
Vou vivendo de devaneios...
Até um dia você perceber,
Todo esse amor, que eu tenho pra te oferecer.

sábado, 28 de maio de 2011

Não Basta


Depois de tanta maldade,
Não basta lavar o corpo com água limpa,
Pois a alma continua imunda.

Reflexo


No reflexo do espelho,
Você pode ver uma imagem bonita,
 Jamais poderá enxergar,
Uma alma feliz.

Passado


Tudo ficou no passado;
Um grito de dor,
Um grito de amor,
Um grito de felicidade,
Um grito de tristeza.

A emoção de uma criança que nasceu,
A beleza que veio,
A flor que desabrochou,
“Uma lagrima que rolou...”,
Um amor que foi vivido,
A juventude,
A inocência,
A paz.

Já é passado...
Tudo que foi vivido um segundo atrás,

Mãezinha




Olhem aquele rosto cansado
Que nunca perdeu o brilho,
Que Deus desenhou em cada traço
O seu amor,
Olhem aquelas mãos
Que o tempo acusa o esforço de suas lutas,
Olhem aqueles olhos
Tão meigos...
Podem-se enxergar seu coração.
Uma bela mulher
Muitas vezes em seu colo embalou-me com seu carinho,
Com toda paciência ensinou-me o valor da vida,
Guiou-me aos meus primeiro passos
Sofreu quando me viu chorar,
Acalentou-me em seus braços e cantou a canção de ninar.
Mesmo em sua fragilidade se fez forte, porque ela sempre foi à base do lar.
Muitas vezes te surpreendi chorando escondendo suas dores para seus filhos não preocupar,
É forte como rocha em suas decisões,
Mas é frágil como uma flor,
Ela é digna de muito amor.
Olhem aquela mulher linda
É uma verdadeira rainha!
Ela é a mais linda de todas as mulheres,
É a minha mãezinha.
A minha princesa que virou rainha.

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Luz da Maturidade



Bem á frente de meus anos,
Vi uma gota de luz,
Á cintilar...


Que reluz,
E ilumina por onde caminho,
São seus olhos maduro pelo tempo,
A sabedoria adquirida,


Que me resgatou do passado,
Trouxe-me de volta,
Fez andar-me lado á lado na mesma direção.


Eu jovem,
Você maduro,
Mas enxergo a criança que existe dentro de ti.


A luz da maturidade ainda brilha como criança na sua ingenuidade.

Mel



Você como mel que se esconde dentro da flor,

Eu como abelha, que todas as manhãs vêm colher...

Você sempre imóvel,
Eu corro ao seu encontro,
Para colher o mel de seus lábios,

Sem o doce da flor, não dá para construir uma colméia.

Seu Sorriso



Seu sorriso me transporta num mar de paz,
Que as ondas me levam á um lugar seguro,

Na inocência do seu sorriso,
Sereno e tranqüilo que emana meu ser.

Olhando você sorrir,
Esmoreço-o diante de um dia de sol,
Pois é iluminado com tanta luz.
Até o arco-íris perdeu suas cores,
Perto da beleza do seu sorriso.

Casinha Cor de Rosa



Numa casinha cor de rosa,
Moravam três sentimentos,
O amor, a paz, e a felicidade,
Um dia o amor, resolve se mudar,
A paz ficou doente, e morreu,
A felicidade desapareceu, nunca mais foi encontrada,
A onde á  amor, a paz e a felicidade moram juntos...
Se não á amor, não existe paz e nem felicidade,
Três sentimentos que moram juntos,
Num coração.

Eu te amo, Mais não Quero amar




Eu te amo, mas não quero te amar,

Quero sorrir, mas só sei chorar,

Tenho muito amor, mas não tenho a quem oferecer,

Sinto-me que já morri, mas ainda quero viver.

Sinto-me viva, às vezes penso que já o morri.

Quero desaparecer, mas não quero sumir.

 Sou poeta, mas não aprendi a escrever.

Guardei nas lembranças, coisas que queria esquecer.

Amei demasiadamente, alguém que não soube me ferir.
 Aprendi que o silencio trás reflexões, muitas vezes acalma os corações.

Que morrer de amor é viver em contradição,

Que viver amando, ainda é o melhor remédio ao coração.


Aprendi a ser eu, mesmo com meus fantasmas,

Eles já não me assuntam mais,

Que sou capaz de ser feliz com o pouco que possuo,

Deixar de amar, isso eu não sou capaz.

A vida me deu alturas, mas me lançou lá em baixo,

Sobrevivi todos os degraus caídos,

Em nome desse amor que grita dentro do meu peito,
Que tenho sobrevivido.

Mesmo sem querer, continuarei amando,

Desistir de te amar?
Isso é estar me matando.

Com o Ódio



Com o ódio,
Você provoca uma guerra.
Mas com o carinho.
Você amansa uma fera.

Achei que Era



Achei que era amor,
Quase enlouqueci,
Uma carência pura,
E, ao abrir a janela de meu coração,
Vi que era uma amizade, misturada com o mais puro carinho,
 Que virou poesia;
Poesia que cantamos juntos,
No espaço de nossas vidas, onde um ensinou o outro.
E nessa amizade misturada com carinho,
O desejo ainda prevalecia,
Você virou um grande amigo,
Mas, ainda teimo em te chamar de meu amor.

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Sedução



Essa sua voz
Que sussurra em meus ouvidos,
Uma voz rouca
Seduzindo-me
Arrepia minha pele,
Deixando-me, louca.

Essa sua boca
Que percorre minha pele,
Enlouquece-me com seus beijos,
Deixando-me em êxtase
Cheia de desejos.

Suas mãos percorrem
Suavemente sobre meu corpo,
Atiçando minhas vontades,
Não resisto, e a você eu me entrego
De verdade.

É o suor que cola nossos corpos,
São os gemidos de excitação,
É você me fazendo a mulher mais completa,
Possuindo-me até no chão.

Rosangela das Graças Schivei

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Volta



De braços abertos
Espero-te,
Meus dias sem você não tem sentido,
As noites longas me atormentam,
Sem o seu amor
Estou perdido.

Meus carinhos ainda te esperam,
Os beijos ainda são teus...
Meu corpo por você reclama
Não aceitou a palavra adeus.

Venha logo curar a ferida
Que você plantou dentro de mim,
Não me deixe adoecer...
Por que já estou pressentindo
Que esta chegando o meu fim.

Rosangela das Graças Schivei

Saudade



É um gosto amargo
Que escorre da boca até o estomago,
É um sentimento de dor misturado com a ansiedade,
É a vida contada em minutos,
É a tristeza nos olhos,
É essa maldita saudade.

É a inquietação da alma
É o pulsar do coração,
É viver em desatino,
É o tempo que não passa
É a saudade que me faz um peregrino.

É lembrança boa um dia vivida,
É o teu sorriso que vive em minha memória,
É a tua voz guardada e escrita,
No livro da nossa historia.

É esse sentimento que dói
É sair da realidade,
É morrer aos poucos
Por esse sentimento
Chamado
Saudade.

Rosangela das Graças Schivei

Meu Ninho




Hoje me encontrei chorando novamente,
Uma tarde fria,
Um vento gelado em minha face batia
As lágrimas tristes que brotavam de meus olhos,
Em meus lábios morriam.
E nessas lágrimas pude sentir
O amargo da solidão,
Eu queria somente o teu sorriso agora...
Para dar paz ao meu coração.

Sem você não tenho horizonte
Minhas tardes são tristes,
Meu corpo se arrasta
Sem direção,
Só você pode dar um fim
Nessa minha aflição.

Não sou criança, mais tenho minhas necessidades,
Sou carente...
Preciso do teu carinho,
É nos teus braços que aconchego minha alma
E construo o meu ninho.

Rosangela das Graças Schivei

Poeta



O olhar do poeta tem mistérios,
Vagueia além da alma
Buscando essências das palavras,
Aconchegando os corações partidos
Extraindo cada gota de amor
Enxergando além de um sorriso,
Uma visão sem igual...
No horizonte pode ver as flores batendo palmas
E festejando o entardecer.
Escuta com sabedoria
Afaga com ternura,
Olha dentro de um coração
E faz a sua poesia.

Rosangela das Graças Schivei