Páginas

sexta-feira, 15 de abril de 2011

A Menina em Mim



Que o medo de amar,
Não me deixe sozinha num mundo estranho
Sem vontade de sonhar.

Se eu encontrasse novamente o teu olhar,
Iria sem medo neles mergulhar
E resgataria tudo que um dia deixei passar...

Os sonhos de menina
 Que bailava com suas imaginações,
Achava tudo bonito
Nos toques das canções.

E no bailado de seus sonhos
A vida lhe sorria,
Como rosas que nos jardins se abrem
Exalando seus perfumes,
Transformando tudo em poesia.

É essa menina que busco
Novamente em meu olhar,
Porque dentro do meu coração,
Ela nunca deixou
O sonho acabar.

A menina em mim
Que grita alto
Quer aparecer,
Vive sorrindo
Nunca me deixa entristecer.

Rosangela das Graças Schivei

Nenhum comentário:

Postar um comentário