Páginas

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Melhor coisa do Mundo





Sinos tocam em um silencio profundo,
Só se ouve o "dim. dom" das badaladas
A alma sai do corpo perambulando pela madrugada,
A procura das juras de amor um dia prometido,
Que ficou num passado perdido.
Mas uma faísca de luz,
Traz-me ao presente,
Apontando a direção pedindo-me pra seguir em frente.
A realidade cai em minha frente,
Lembro-me do teu olhar,
E descubro que você esta aqui esperando eu te amar.

Perto de você descubro que o tocar do sino,
Não é mais um silêncio profundo e
Estar em seus braços é a melhor coisa desse mundo.

Rosangela das Graças Schivei

Preserve os direitos autorais

Obs: Imagem autorizada por um amigo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário